Você está lendo
Por que fazer uma boa gestão da cadeia de suprimentos?

Por que fazer uma boa gestão da cadeia de suprimentos?

Raphael Gordilho
Por que fazer uma boa gestão da cadeia de suprimentos

Os compradores da área de saúde sabem como são complexos os fluxos da cadeia de suprimentos. Isso porque, todos os profissionais que nela atuam precisam estar alinhados para atender às expectativas de quem está na ponta, o paciente. Apostar na Gestão da Cadeia de Suprimentos, ou SCM (do inglês, Supply Chain Management), é a garantia de que todos estarão na mesma página.

Em outras palavras, o bom funcionamento desse processo é fundamental para garantir que o insumo certo, esteja no lugar certo e na hora certa.

Um pouquinho de história

A história do SCM ganhou força na década de 80, quando o termo foi cunhado para designar toda atividade destinada a melhorar o fluxo de materiais e informações dentro da cadeia de produção, de tal modo que o consumidor final receba um serviço de alto nível com o menor custo possível.

Mesmo que sua popularização tenha acontecido há poucas décadas, a origem da SCM nos remete ao conceito de Logística. Que, por sua vez, é uma abordagem um pouco mais antiga e específica.

A Logística se relaciona mais aos processos de execução do planejamento, armazenamento e transporte de materiais, do que ao fluxo de informações e materiais por toda cadeia.

Calma, dizer que a abordagem logística é antiga não é um mau sinal. Apenas significa dizer que seus processos evoluíram junto com o desenvolvimento dos seres humanos enquanto civilização.

Encontramos a aplicação de processos logísticos desde a antiguidade. Época em que os comandantes dos exércitos precisavam planejar, organizar e executar tarefas logísticas para transportar as tropas, alimentos e armamentos para os combates.

Não por acaso, na Grécia e na Roma antiga os militares responsáveis por garantir os suprimentos para a guerra eram conhecidos pelo título de Logistikas. Com a globalização e aumento da complexidade das transações, atualmente, a atividade logística é entendida como parte da estratégia de SCM, e hoje está em sua versão 4.0.

O SCM para serviços de saúde

Independente da área de atuação, todo negócio que deseja se destacar no mercado e entregar serviços com excelência precisa estar atento à boa gestão da cadeia de suprimentos.

Para os serviços de saúde, essa responsabilidade aumenta exponencialmente. Já que, ao lidar diretamente com a vida das pessoas, é preciso minimizar quaisquer chances de erros. Para isso, todas as etapas do processo de fornecimento devem funcionar com maestria.

Veja também

Os negócios que têm a coragem de adotar a visão de SCM para as suas rotinas de abastecimento não só garantem a satisfação e bem-estar do paciente, como se colocam mais perto de obter significativa economia, agilidade e transparência de todos os ciclos dos pedidos, fatores-chave para despontar na liderança diante da concorrência.

Benefícios do SCM para o seu negócio

A partir de uma postura sistêmica e automatizada, que enxerga o negócio como um organismo interconectado, tanto internamente como externamente, se tornou possível desenhar um fluxo responsivo e personalizado para o abastecimento e atendimento aos pacientes.

Assim, a Gestão da Cadeia de Suprimentos contribui com os seguintes aspectos na rotina dos gestores de compras e suas equipes:

  • Melhora a relação com os fornecedores. Compartilhar as informacões da cadeia de suprimentos com os parceiros comerciais possibilita mais rapidez ao lidar com imprevistos e possíveis alterações nas demandas;
  • Proporciona um gerenciamento do controle de estoque mais inteligente e enxuto, reduzindo o desperdício e a necessidade de um estoque de segurança inflado;
  • Melhora o desempenho dos colaboradores, uma vez que a automação tira o estresse de tarefas repetitivas e aumenta a produtividade da equipe;
  • Aumento da transparência, sendo possível monitorar os insumos desde o momento do pedido até a entrega;
  • Garante a fidelização dos pacientes, que terão suas necessidades atendidas com rapidez e qualidade. A tendência é que eles criem vínculos de fidelidade e confiança com a sua instituição e sempre recorram aos seus serviços de saúde quando necessário.

Bom, agora que já discorremos sobre o que é e qual a importância do SCM para a evolução do seu negócio, sua próxima pergunta deve ser: como o meu serviço de saúde pode adotar as melhores práticas de Gestão da Cadeia de Suprimentos? Falamos sobre isso neste post.

Todos os direitos reservados. Rapicare SA ® 2019