Você está lendo
5 contribuições da inteligência artificial para a gestão de suprimentos da saúde

5 contribuições da inteligência artificial para a gestão de suprimentos da saúde

Enrique Garcia-Muniz
5 contribuições da inteligência artificial para a gestão de suprimentos da saúde

A Inteligência Artificial (IA) não é uma tecnologia do futuro, é uma solução do presente que está ganhando cada vez mais popularidade, por aumentar a geração de valor das empresas por meio de uma gestão de suprimentos mais estratégica e automatizada.

Na área da saúde os ganhos são significativos, uma vez que melhoram todo o processo de abastecimento e significam um atendimento muito mais cuidadoso e personalizado para os pacientes.

Quer saber como a adoção da IA pode fazer a diferença na gestão de suprimentos do seu negócio de saúde? Confira abaixo:

1. Decisões baseadas em dados

Uma das principais vantagens da Inteligência Artificial na cadeia de suprimentos é combinar dados internos e externos para ajudar o ser humano a tomar decisões melhores.

Por exemplo, os algoritmos de análise de dados podem ser usados para detectar o risco de quebra de estoque de uma unidade de saúde ou simular hábitos de consumo.

Ao mapear o problema por meio de informações concretas, se torna possível validar estratégias de negócio em tempo real, encontrar alternativas e agir com mais rapidez aos contratempos.

Em outras palavras, a análise dos dados possibilita identificar tendências, prever comportamento e períodos de sazonalidade e, assim, potencializar o atendimento e a experiência do paciente.

2. Compras mais inteligentes

Do ponto de vista das negociações, uma das maiores vantagens do uso da IA na área de compras é a sua capacidade de processar grandes volumes de dados em um curto espaço de tempo.

Tradicionalmente, quando recebem um retorno de cotação do fornecedor, as informações precisam ser repassadas, item a item, pelas equipes de compras para que o melhor preço de determinado insumo ou EPI, por exemplo, seja contemplado.

Esse trabalho minucioso despende muito tempo e disposição do comprador, mas é um momento de suma importância para a rotina do profissional de compras, uma vez que é uma das formas como o trabalho dele é avaliado.

As soluções acionadas por IA, por sua vez, decidem automaticamente o melhor preço, ajudando as equipes de compras a reagirem muito mais rápido em relação às decisões de aquisição, reduzindo o tempo de cotação e análise das melhores propostas de horas para minutos.

3. Gestão de fornecedores

Ramificação da Inteligência Artificial, o Machine Learning (ML) — em português, Aprendizado de Máquinas — vem despontando como um importante aliado dos serviços de saúde que querem ser mais estratégicos e se destacar no mercado.

Sua principal vantagem está no fato de o ML aprender com os padrões e melhorar a visibilidade da cadeia de suprimentos como um todo. Seja facilitando o monitoramento dos preços dos fornecedores, emitindo alertas de reposição do estoque ou avisando quando um pagamento precisa ser feito, por exemplo.

Além de ajudar na gestão financeira, a aplicação desta ferramenta melhora a relação com os fornecedores, por trazer mais transparência e previsibilidade para os processos de compras.

4. Gestão de estoque

Os insumos são a base para a maioria dos procedimentos de saúde, e sua qualidade (ou falta dela) tem o poder de impactar diretamente na vida dos pacientes.

Veja também

Estar atento para o que entra e sai do estoque é, portanto, fundamental para garantir um atendimento de qualidade, evitar produtos com validade vencida ou a quebra de estoque, por falta de itens nas prateleiras.

A incorporação da IA permite que os profissionais à frente da gestão de estoque reajam mais rápido e com muito mais eficiência diante dos desafios e dinâmicas do mercado, oferecendo às equipes a possibilidade de prever demandas e identificar padrões.

Ou seja, a automação e a análise de dados trabalham em prol de um inventário mais inteligente, um estoque controlado e que passe longe do desperdício.

5. Compliance

Compliance, ou conformidade em português, é um conjunto de normas que orientam as relações comerciais, a fim de garantir que todos os profissionais envolvidos, de compradores a fornecedores, atuem de acordo com as regras internas, estabelecidas pela empresa, e externa, determinada pelos órgãos reguladores.

Nesse sentido, a IA otimiza o gerenciamento dos ciclos de compliance, uma vez que simplifica o trabalho administrativo relacionado a processos repetitivos e, consequentemente, reduz as chances de falhas humanas.

E mais: por oferecer visibilidade da cadeia de suprimentos, de ponta a ponta, a IA assegura que as negociações ocorram de forma transparente e íntegra, ajudando a inibir situações de irregularidade e práticas fraudulentas.

Gostou desse artigo, que tal se aprofundar mais no assunto e ler sobre a Gestão Digital da Cadeia de Suprimentos? Não perca!

Todos os direitos reservados. Rapicare SA ® 2019